Arrepende-te Brasil

"O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra." Salmos 121:2

Arrepende-te Brasil

Contra os falsos mestres

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

O nosso evangelho era um negócio lucrativo - Declarações do sobrinho de Benny Hinn


"Benny Hinn é meu tio, mas a pregação da prosperidade não é para mim"

Como parte do império da família eu vivi uma vida de luxo. Então as dúvidas começaram a aparecer.

Costi Hinn | 20 de Setembro de 2017

Faz quase quinze ano, em uma região costeira próximo a Atenas, Grécia, eu me sentia completamente confiante na minha relação com o Senhor e a minha trajetória ministerial. Viajava pelo mundo em um avião privado da Gulfstream fazendo o ministério do "evangelho" e desfrutando cada luxo que o dinheiro podia comprar. Depois de um voo confortável e a minha comida favorita (lasanha) feita pelo nosso chef (cozinheiro) pessoal, nos preparamos para uma viagem ministerial descansando no Grand Resort: Lagonissi. Se gabando em minha própria vila com vista ao mar, com piscina privada e mais de 200 metros quadrados de espaço habitável, me recostei sobre as rochas sobre a borda da água e me regozijei na vida que eu estava vivendo. Depois de tudo, eu estava servindo a Jesus Cristo e vivendo a vida abundante que ele prometeu.

Mal sabia eu que esta costa era parte do mar Egeo, as mesmas águas que o apóstolo Paulo navegou enquanto difundiu o Evangelho de Jesus Cristo. Havia um só problema: Não estávamos pregando o mesmo evangelho que Paulo.

Estilo de vida luxuoso

Crescer no império da família Hinn era como pertencer a alguma mistura de família real e da máfia. Nosso estilo de vida era luxuoso, nossa lealdade era imponente, e nossa versão do evangelho era um grande negócio. Ainda que Jesus era parte do nosso evangelho, era mais um gênio da lâmpada mágica do que o Rei dos reis. "Esfregando" ele do modo correto — através de dar dinheiro e ter fé suficiente — isso destravaria a sua herança espiritual. O objetivo de Deus não era a sua glória mas o nosso lucro. Sua graça não era para nos libertar do pecado mas para nos fazer ricos. A vida abundante que Ele ofereceu não era eterna, era para agora. Nós vivemos o evangelho da prosperidade.

Meu pai pastoreava uma pequena igreja em Vancouver, British Columbia. Durante os meus anos de adolescente, ele poderia viajar aproximadamente duas vezes por mês com o meu tio, Benny Hinn. A teologia da prosperidade paga incrivelmente bem. Nós vivemos numa mansão de 1000 metros quadrados guardada por um portão privado, dirigíamos duas Mercedes Benz, desfrutávamos férias em lugares exóticos, e comprávamos nas mais caras lojas. Além disso compramos uma casa com vista ao mar de 2 milhões de dólares em Dana Point, Califórnia, onde outro Mercedes Benz se uniu a frota. Fomos extremamente abençoados.

Ao longo dos anos enfrentamos muitas críticas tanto dentro como fora da igreja. Dateline NBC, The Fifth Estate, um programa canadense de notícias, e outros programas, realizaram trabalhos de investigação. Conhecidos líderes ministeriais usaram radio para advertir as pessoas de nossos ensinos e os pastores locais disseram as suas congregações para se manterem afastados dos púlpitos ocupados por um "Hinn". Neste momento, eu cria que estávamos sendo perseguidos como Jesus e Paulo. Nossos críticos estavam invejosos de nossas bençãos.

Dentro da família, não toleramos a crítica. Um dia perguntei ao meu pai se nós poderíamos ir curar minha amiga de escola que havia perdido o seu cabelo por causa de câncer. Ele respondeu que ele poderia orar por ela de casa mesmo ao invés de ir lá curá-la. Eu pensei comigo mesmo, "Não deveríamos estar fazendo o mesmo que os apóstolos fizeram se nós temos o mesmo dom?" Naquele ponto, eu não questionei a sua capacidade para curar, mas as dúvidas começaram a surgir a respeito dos nossos motivos. Nós apenas fazíamos curas nas cruzadas, onde a música criava a atmosfera, o dinheiro mudava de mãos, e as pessoas se aproximavam com a quantidade "correta" de fé.

Outras dúvidas vieram a tona. O que dizer sobre as tentativas de cura onde não houve sucesso? Eu aprendi que era culpa da pessoa doente por duvidar de Deus e não ter fé suficiente. Por que deveríamos falar em línguas sem interpretação? "Não apague o Espírito", era o que me diziam. "Ele pode fazer o que ele quiser". Por que muitas de nossas profecias contradiziam a bíblia? "Não ponha Deus em uma caixa"; apesar das questões, eu confiava em minha família porque nós éramos muito bem sucedidos. Dezenas de milhares de pessoas nos seguiam, milhões lotavam os estádios anualmente para ouvir meu tio. Nós curávamos os enfermos, fazíamos milagres, éramos próximos de celebridades, e tínhamos uma incrível riqueza. Deus tinha que estar do nosso lado!

Página 2

Antes de ir para a universidade eu tirei um ano de férias e me juntei ao ministério de Benny como um "aparador" (alguém que pega as pessoas que estão "caindo no espírito") e assistente pessoal. Este era um rito de passagem na minha família, já que todos os sobrinhos trabalhavam para ele em algum momento. Esta era uma demonstração de lealdade e gratidão. Naquele ano foi um turbilhão de luxos, suítes reais de 25 mil dólares a noite em Dubai, Resorts a beira do mar na Grécia, viagens para os Alpes Suíços, vilas no Lago de Como na Itália, tomando banho de sol na costa dourada da Austrália, compras na Harrods em Londres, e numerosas viagens para Israel, Havaí, e muitos outros lugares. O pagamento (salário) era muito grande, nós voávamos no nosso próprio jato privado Gulfstream, e eu costumava comprar ternos feitos sob medida. Tudo que eu tinha que fazer era pegar as pessoas que caiam e parecer espiritual!

Um versículo que mudou a minha vida

Após se graduar na universidade e voltar para casa, eu encontrei a minha esposa, Christyne. Eu não tinha ideia que Deus iria usá-la para me trazer sobre salvação. De fato, minha família e eu estávamos muito nervosos por que ela não falava em línguas. Nós nos dispusémos a resolver este problema levando ela para participar de uma das cruzadas do Benny Hinn, mas nada aconteceu. Depois disso, ela foi a um culto na minha igreja em Vancouver, mas isso também não funcionou. Finalmente, ela recebeu algum treinamento numa conferência de jovens, mas ela não conseguiu falar mais que algumas sílabas murmuradas.  Eu realmente pensei que não poderia casar com ela a menos que alguma coisa acontecesse.

Então um dia ela apontou um versículo que eu nunca havia visto: 1 Coríntios 12:30 (" Tem todos dons de curar? Todos falam em línguas? Todos as interpretam? "). Meu coração foi sacudido. Isso ficou claro como o dia — não são todos que falam em línguas. Então o efeito dominó começou. Outras crenças de muito tempo começaram a cair diante do teste bíblico. Eu já não acreditava mais que o propósito de Deus era nos fazer felizes, saudáveis e ricos. Ao invés, eu vi que ele queria que eu vivesse para ele independentemente do que eu pudesse receber dele.

Enquanto eu lutava para emplacar um ministério, eu recebi uma ligação de um pastor amigo que estava plantando uma igreja na Califórnia, oferecendo-me para eu ser pastor de jovens em tempo parcial. Isso me pareceu o lugar perfeito para aprender e crescer, então Christyne e eu fizemos as malas e demos um passo de fé como recém casados.

Logo após juntar-me a equipe, Deus colocou um ponto final no meu falso sistema de crenças, e a verdade rompeu adiante como uma onda de graça. Uma das minhas primeiras pregações foi João 5:1-17 - a cura em Betesda. Enquanto eu estudava para o sermão, meu pastor amigo me deu um comentário de confiança. Então o Espírito Santo tomou o controle. A passagem mostrou-me que Jesus curou um homem fora da multidão, o homem não conhecia quem Jesus era, e o homem foi curado instantaneamente!

Isso deixou em farrapos três crenças que eu antes tinha como preciosas. É sempre a vontade de Deus curar? Não, Jesus só curou um homem dentre a multidão. Deus só cura as pessoas se elas tem fé suficiente? Não, este homem aleijado nem sequer sabia quem era Jesus (e muito menos poderia ter fé nele). A cura requer algum curandeiro ungido, música especial e uma coleta de ofertas? Não, Jesus sarou instantaneamente com a ordem da sua palavra! Chorei amargamente por minha participação na avarenta manipulação do ministério e minha vida de falsos ensinos e crenças, e Deus graças a Deus por sua misericórdia e graça através de Jesus Cristo. Meus olhos estavam completamente abertos.

Eu sou grato de que a minha esposa foi capaz de questionar a minha insistência no falar em línguas e que o meu pastor amou-me o suficiente para me discipular para fora da confusão do evangelho da prosperidade. Eu vi como Deus usa o evangelismo e discipulado para transformar almas perdidas em santos que foram encontrados. A maior capacidade de um cristão deve ser estar disponível. Quando o povo de Deus está querendo dar um passo de fé e falar da verdade em amor, vidas são transformadas e Deus é glorificado. Você nunca saberá quem ele pode salvar através da sua fidelidade.

*Testemunho de Costi Hinn, sobrinho do Benny Hinn

Traduzido de Christianity Today por www.arrependetebrasil.org

Link original da matéria:

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

23 de Setembro 2017 - Mais uma falsa profecia que agitou o mundo!


David Meade foi um homem que conseguiu causar um alvoroço no meio cristão estes dias para trás afirmando que a data 23 de setembro de 2017 era uma data especial e cumprimento de uma profecia de apocalipse capítulo 12. Meade que se descreve como numerólogo cristão também é um dos divulgadores da teoria do planeta x, nibiru, que são profecias pagãs na realidade. Um dos terrenos mais férteis na internet para disseminar boatos e teorias falsas é entre os teóricos do apocalipse e final dos tempos, e infelizmente, muitos irmãos estão sendo arrastados pelas águas turbulentas desta inundação de falsas profecias que está nos atingindo hoje em dia. Por favor, busque refugio em lugares altos!

Abaixo eu quero colocar alguns argumentos para desmontar este sofisma (uma mentira a qual se dá aparência de verdade) que tomou conta da internet nestes dias. Estão distorcendo a realidade das coisas apenas para achar coincidências onde na verdade não há fazendo associações indevidas com o texto de apocalipse.

1) A constelação de leão, que seria parte da coroa da virgem não tem apenas 9 estrelas, são 9 mais famosas porém ela deve ter mais de cem estrelas catalogadas. O nome dela não tem associação nenhuma com Jesus Cristo, o Leão da Tribo de Judá como alguns atualmente estão crendo. Cada povo observava as estrelas e nominava elas de acordo com suas próprias observações e crenças. O mais célebre relato do nome desta constelação vem da cultura greco-romana e nos dá conta que o nome leão refere-se ao Leão de Nemeia, um dos monstros míticos que foi morto por Hércules nos seus doze trabalhos.

2) A origem do nome da constelação de virgem também é ligada a diversas crenças pagãs, sendo ela associada a várias deusas da antiguidade, inclusive Ishtar / Astarote , deusa da fertilidade. Outras figuras são associadas, por lendas variadas, à constelação de Virgem e nenhuma delas tem alusão com a palavra de Deus mas sim com outros deuses:

- Tiqué, deusa grega da Fortuna ( Sorte );
- Atargatis, deusa síria da Fertilidade;
- Minerva, deusa da Sabedoria, a Atena dos Gregos;
- Diana, deusa da Caça, a Ártemis dos Gregos;
- Cibele, deusa romana da Natureza e Fertilidade;
- Urânia, a musa da Astronomia.

3) A origem das constelações

Vários povos antigos observavam as estrelas e lhes davam nomes diferentes de acordo com as suas próprias crenças associando não raramente as estrelas com as suas divindades. Então dependendo se você for ver os nomes das estrelas na cultura da antiga Babilônia, Egito, Asia, e assim por diante encontrará diferentes nomes para as mesmas estrelas.

O ser humano desde a antiguidade possui curiosidade a respeito do céu estrelado. Isto é evidenciado em inscrições e construções antigas. O céu era visto com certo espanto, receio, admiração e respeito. O desconhecimento das causas científicas dos fenômenos astronômicos instigava o ser humano a destinar valores divinos aos astros celestes.

As constelações foram inventadas pelo ser humano. Cada povo e tribo possuíam suas próprias constelações. Às vezes, coincidia que quase o mesmo conjunto de estrelas tinha nome e significado diferentes para povos diferentes. Guardar a forma ou a localização dessas figuras no céu não era um trabalho fácil, e assim, criavam mitos e histórias sobre as constelações.

Com o tempo, os povos perceberam que as constelações podiam ser úteis. Era possível identificar os períodos de caça, agricultura e pesca. Serviam para determinar a passagem do tempo, as estações do ano e o clima. Foram feitos calendários inspirados nos fenômenos celestes (como os períodos lunares e solares). Demarcaram a trajetória do Sol durante o ano usando as constelações que chamaram de Zodíaco (dependendo da posição do Sol no Zodíaco, sabiam-se as condições do clima e as estações do ano).

4) Jupiter é considerado planeta rei não por causa de Jesus Cristo, o Rei dos reis, mas sim porque Jupiter é um dos nomes de Zeus, considerado o pai ou o rei dos deuses. Como Jupiter era o maior dos planetas o batizaram com o nome do considerado rei dos deuses, Jupiter / Zeus. No nosso sistema solar vários nomes de planetas foram dados baseados em nomes de deuses greco-romanos, Marte por exemplo, Mercurio, Saturno, Vênus. 

5) A estrela Regulus da constelação de Leão. Esse nome vem dos persas, que dividiam o céu em 4 partes, usando 4 estrelas como referência para marcar o início das estações do ano. Essas estrelas eram chamadas de “estrelas reais”, a seguir: Aldebaran (Touro), Regulus (Leão), Antares (Escorpião) e Fomalhaut (Peixe Austral). Regulus é chamada de Pequeno Rei porque, entre as 4 estrelas reais, é a que brilha menos.

6) Infelizmente alguns estão dizendo que o Dragão vermelho descrito em apocalipse 12 é o planeta nibiru, planeta x, e mais nomes afins, quando na verdade a bíblia é bem clara ao dizer que o dragão descrito ali é o próprio Satanás (um ser espiritual) e não um planeta ou asteroide ou o que quer que seja, que dizem os teóricos do apocalipse, irá se chocar com a terra.

E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. Apocalipse 12:9

Aliás a bíblia descreve claramente Miguel, que é um Arcanjo lutando contra Satanás, portanto isso não tem nada a ver com alinhamento de planetas, estrelas ou o que quer que estejam querendo dizer. Esta descrevendo uma tremenda guerra espiritual nas regiões celestiais!

7) Basta ler apocalipse 12 com atenção para perceber o uso de linguagem figurada ali, não tem o menor cabimento ( e não quero ofender e nem desprezar a ninguém, apenas estou dando informações, vocês podem tirar suas próprias conclusões ), mas não cabe de modo algum aplicar apocalipse 12 a alinhamentos planetários, estelares ou seja lá o que for. Primeiro por que nem a descrição dada pelos teóricos não se sustenta em si mesma. Segundo porque temos em apocalipse 12 figuras como "uma coroa de 12 estrelas", o que pode ser uma referência as doze tribos de Israel ou aos doze apóstolos do Cordeiro, temos o filho dela arrebatado ao céu, aquele que vai reger as nações da terra e sabemos que este é Cristo que reinará junto do seu povo e não o sol que é adorado com deus em diversas culturas. Temos também o dragão vermelho que claramente é Satanás e não o planeta x como dizem alguns teóricos, alguns inclusive que estão ganhando algum "din din" ($) vendendo livros pela internet e colocando publicidade em seus vídeos de youtube.

Por isso a aplicação de apocalipse 12 deve ser feita de modo figurado e não literal, é um erro tremendo associar dois versículos do começo de apocalipse 12 a um suposto alinhamento raro de planetas e depois ignorar todo o restante do texto. Eu não quero perder muito tempo neste assunto, e então nem vou entrar em grandes detalhes ou explicações maiores, que não percamos nosso foco de JESUS Cristo, não seja roubado no seu tempo dando ouvidos a assuntos de teóricos como estes.

Quanto a volta do Senhor Jesus Cristo:

Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Marcos 13:32

Não esqueça deste versículo, irá te salvar de muitas falsas profecias marcando data do fim do mundo, data do arrebatamento, data da grande tribulação, etc. Estas previsões falsas do fim do mundo geram apenas desespero no coração das pessoas e rejeição ao evangelho.

Eu vi dois videos na internet de uma moça que estava chorando desesperada achando que o arrebatamento aconteceria no dia 22 de setembro, quando foi o toque da trombeta em Israel, por causa da festa, e ela infelizmente ficou muito desesperada e depois ela fez um outro vídeo também muito abalada e angustiada pedindo perdão as pessoas por ter divulgado data do arrebatamento e a moça estava realmente muito triste e muito mal, mas não é somente ela que está assim, se você ficarem se alimentando de teorias da conspiração, teorias do apocalipse, teorias do fim do mundo, se vocês apontarem os sinais da volta de Cristo mas não apontarem a Cristo, o único que sobra para vocês é o desespero.

Então deixa de lado estas coisas, vamos para Jesus, ajude alguém que precisa, ore, busque a Deus, faça algo útil com o seu tempo, e que Deus nos ajude e tenha misericórdia de nós!

Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens. Tito 3:8

Não fiquem desocupados na internet fuçando por curiosidade em teorias várias # Olhe para Jesus !

Arrepende-te Brasil

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Vaca sagrada ou ungido do Senhor?


>> O que é uma vaca sagrada? <<

Vacas sagradas são pessoas, líderes, objetos, instituições, ideias que são na verdade considerados pelos seus seguidores totalmente imunes a críticas — e nós temos muitas destas vacas sagradas nas nossas igrejas hoje em dia. Há muitas vacas sagradas entre os cristãos modernos, e cada um praticamente adorando a sua própria vaca e fazendo um altar particular para ela, beijando ela no seu coração. Se uma igreja tem uma mentalidade que o seu pastor por exemplo, seu líder, ou que a sua denominação, está acima e deve ser considerada imune a qualquer crítica então ai nós temos uma vaca sagrada. Uma vaca sagrada que as pessoas dizem "não toque na minha vaca sagrada! Não julgue a minha vaca sagrada! Eu a amo!".

A história do bezerro de ouro no livro de Êxodo nos dá uma ideia a este respeito. Moisés havia subido ao monte para falar com Deus, e Arão seu irmão não suportou a pressão dos israelitas que o pressionavam para fazer um deus que fosse visível, eles queriam algo que pudessem ver e palpar para chamarem de Deus. Eles tomaram os pendentes todos dos israelitas e fundiram e fizeram um bezerro dourado e estavam ali adorando ao bezerro que eles mesmos criaram. Eles estavam dizendo "veja Israel, estes são teus deuses, eles te tiraram do Egito" mas na verdade se referiam aquela estátua do bezerro de ouro e não ao Deus que está nos céus, que tudo pode e que também tudo vê.

Moisés desceu daquele monte apenas para dizer o óbvio para os israelitas, que aquele bezerro não era Deus! E ele veio e começou a desafiar aquele falso bezerro, aquela vaca sagrada dos israelitas naqueles dias. Ele a confrontou nos corações dos israelitas, pois é no coração onde começam todos os bezerros dourados, é no coração onde nascem todas as imaginações vãs e onde todas a vacas sagradas são idealizadas. O que mais me maravilha mas é como Israel em grupo aderiu ao culto ao bezerro dourado, e não somente isso, mas eles mesmos pediram que se fizesse tal culto e tal objeto de culto. E todos eles estavam ali, dançando e se prostituindo ao redor de um bezerro que foi feito por eles mesmos, com o próprio ouro dos seus próprios pendentes — o ouro que trouxeram do Egito — e nenhum deles que estavam ali inseridos naquela situação pôde ao menos levantar-se e dizer "olha gente, isso não pode ser Deus, fomos nós que o fizemos, este é ouro de nossos pendentes".

É por isso que nós sabemos que onde quer que vacas sagradas reinem e sejam exaltadas sempre haverá cegueira espiritual do mais alto grau. As pessoas adorarão um ídolo e nem mesmo se darão conta disso. O Senhor várias vezes protestou contra Israel que eles nem mesmo sabiam mais a diferença entre Deus e os falsos deuses,  e muitas vezes chamavam de Deus aquilo que não era Deus. É muito diferente conosco, igreja, hoje em dia? Infelizmente, tristemente, com dor no coração, tenho que dizer que não, não é diferente conosco hoje em dia, muitas vacas sagradas, imunes a crítica estão reinando em nosso meio e sendo exaltadas em nosso meio e ninguém pode confrontá-las, questioná-las, falar nada delas que sofrerão a ira do povo que as adora. São líderes, são pastores, são bispos, são profetas, são igrejas, são denominações, são ideais, são religiões, são objetos, que na mente das pessoas se tornaram tão sagrados que são imunes a qualquer tipo de crítica, e então você é levado a aceitar (engolir) as vacas sagradas cegamente.

Será que você tem alguma vaca sagrada na sua vida? Seu pastor? Seu marido? Sua esposa? Família? Algum filho? Algum lazer teu ou entretenimento, algum hobby? Será a sua denominação? O evangelho da prosperidade e moderno? É a sua igreja, ou algum irmãozinho (a) de oração, um cantor gospel? Algum super-profeta, super-apóstolo, mega-pastor, mega igreja deste mundo? É esta a sua vaca sagrada? Quando uma igreja não admite críticas a si própria ou aos seus pastores e pregadores, seus profetas, mesmo que as críticas que tenham base bíblica, então ali nós temos um culto as vacas sagradas acontecendo! E apenas Deus pode despertar o seu povo hoje!

A adoração de vacas sagradas anda a todo vapor em meio a cristandade! Você já não pode mais falar destas vacas sagradas que as pessoas vão te praguejar e na verdade falar da vaca sagrada de um cristão na mente dele é o mesmo que falar do próprio Deus! Eles dizem "não toque no ungido de Deus", mas na verdade estão tão cegos que apenas querem dizer "não toque na minha vaca sagrada", e eles amam mais seus líderes e pastores do que a palavra de Deus! Amam mais as suas igrejas e reuniões do que a palavra de Deus! Ninguém pode [...] ninguém aceita que se use a palavra de Deus para confrontar as vacas sagradas atuais! Nós precisamos obedecê-las — as vacas sagradas — cegamente ou iremos para inferno, é o que dizem os seus adoradores! Que o Senhor nos ajude a dar honra e glória somente ao Único Deus Verdadeiro, o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo! E lembrando as palavras do próprio Senhor, como podemos ajudar nossos irmãos a se livrarem da vaca sagrada que há na vida deles enquanto há também uma vaca sagrada na nossa própria vida?

Primeiro de tudo, aprendamos a lidar com a idolatria (as vacas sagradas) na nossa própria congregação, e então poderemos ajudar outras congregações com as suas próprias vacas sagradas!

Vamos amar a Deus acima de todas as vacas sagradas destes dias, não deixe/permita que seu coração seja seduzido por uma vaca sagrada, pois só Cristo é imune a críticas, só ele é perfeito!

Shalom, e a Paz do Senhor Jesus!

Arrepende-te Brasil.

Arrependimento, Ressurreição e Batismo com o Espírito Santo


>> O que é arrependimento? <<

Na bíblia nós lemos que Deus criou o homem perfeito e o colocou no Jardim para na realidade adorar a Deus, amar a Deus, servir a Deus, andar com Deus — mas o homem caiu desta condição e então nós lemos que o acesso ao Paraíso de Deus foi bloqueado e o homem foi dali expulso. Ele perdeu o descanso original que possuía e se afadigou com muitas obras. Esta condição de queda se estendeu por toda a humanidade e não apenas sobre os primeiros representantes da raça humana, nossos ancestrais, Adão e Eva, dos quais herdamos a natureza caída. Nós também pecamos como eles, houve uma enorme queda e uma ruptura na comunhão original que o homem tinha com Deus de graça. O homem foi então posto para fora do Jardim e o Jardim foi fechado para ele, ele já não tem mais acesso entre outras coisas a Árvore da Vida, na verdade o homem perdeu o acesso que ele tinha ao próprio Deus e isso explica todas as nossas imperfeições aqui neste mundo.

Mas o que acontece é que a história não parou por ai, e Deus amou a este mundo — pessoas — tanto, que decidiu entregar Seu Filho Unigênito, que nunca pecou como nós, para ser o nosso Salvador. Deus sabia muito bem que o único modo de restabelecer a comunhão perdida entre Deus e os homens, não rompida por iniciativa de Deus mas sim dos homens, era novamente dar a eles a oportunidade de terem gratuitamente comunhão com Deus. A comunhão foi dada de graça no Jardim do Éden, e na nossa queda as portas foram fechadas, a entrada do Jardim foi fechada, e agora que o homem caiu, a única forma de restaurá-lo seria justamente lhe oferecer uma nova oportunidade, que quer dizer, oferecer novamente a oportunidade de comunhão de graça. Isso só pode ser dado de graça, foi de graça no começo quando Deus criou o Jardim, e é de graça novamente na oportunidade de retorno que recebemos em Jesus Cristo.

Eu digo, foi de graça, mas para o Senhor houve um alto preço a ser pago — a cruz!

O preço que foi pago na crucificação de Nosso Senhor é Altíssimo e incalculável. O salário do pecado é a morte, mas Deus é a Vida, e quando Deus viu que o preço que os homens teriam de pagar pelas suas culpas era a morte Ele pôde entender que o homem não teria condições de pagar pelos seus próprios pecados. Deus havia visto que perderia toda a humanidade pois por conta da sua dívida agora a mesma, sem condições de pagá-la, deveria viver eternamente vendida como escrava para a morte. E a morte venceu a humanidade por causa do pecado, e então nós lemos nas escrituras que Jesus Cristo ressuscitou, e ele portanto venceu a morte pelos pecadores. A morte na bíblia é considerada um inimigo de Deus a ser destruído no tempo futuro onde Deus finalmente aniquilará de uma vez por todas a própria morte. É por isso que temos uma ideia de que no Jardim, na queda, a porta do Paraíso de Deus fechou, mas na cruz, no sacrifício de Cristo, a porta dos céus se abrem novamente e então ainda não somos imediatamente levados para os céus, mas o Espírito Santo desce e nos ajuda a subir vindo morar dentro de nós ele eleva a nossa alma!

Por isso Cristo com o seu sacrifício abriu para nós uma oportunidade de restauração gratuita da nossa comunhão perdida com Deus! Ele pagou o preço da nossa dívida, o salário do pecado que é a morte. Nós não podemos pagar este preço, pois perderíamos a nossa vida, mas Ele sendo maior e mais digno, sendo o único digno, pôde pagar este preço e ainda ressuscitar por causa da sua justiça! A morte não pôde retê-lo, ele pôde pagar o preço completo da nossa redenção, que inclui a nossa transformação — o novo nascimento pelo poder do Espírito Santo e da Palavra de Deus. O Senhor traz de volta um caráter celestial, coloca em nosso coração um novo amor, um amor pelas coisas de Deus, as coisas do mundo vindouro, celestiais, e também um humilde desejo de amar e servir ao nosso próximo de graça, sem esperar nada em troca, e sem ser por ele merecer ou não, apenas em gratidão a Cristo e amor pelo próximo. Tudo que temos que entender neste ponto é o seguinte, que arrependimento é voltar para Deus, e só podemos voltar porque Jesus foi a morte e subiu aos céus e ele nos deu de graça nova oportunidade pelo seu sacrifício. Nós vamos até Ele e seremos curados, a nossa comunhão perdida com Deus será curada de graça.

Arrependimento portanto é voltar a Deus, ir até Deus, os céus que Jesus abriu naquela cruz com seu sangue puro, sangue remidor, perdoador, justo! Você se lembra de Lucas 15 e aquele filho que volta para o seu pai, e isso é arrependimento na prática, exemplificado naquela história! A mensagem de Deus para todos nós é a seguinte, que voltemos a Deus hoje porque Ele está disposto a nos receber de volta, e Ele nos dará o Espírito Santo! Ele mudará nossos corações! Não importa quem você seja, como esteja, alguns pensam que são pecadores demais para que o sacrifício de Cristo os alcance, mas na verdade não existe homem pecador demais que não possa ser alcançado por Deus pois se a vontade de Deus fosse realmente para aniquilar o homem então ele não precisaria ter enviado Jesus para morrer e nos salvar! Por isso quando você se arrepende isso quer dizer você volta a buscar a Deus, você olha para o alto e vê que Jesus abriu os céus, e então você vai e entra por esta porta, esta janela, esta oportunidade aberta para o retorno a Deus! Eu sei que a visão que nós temos de Deus hoje é limitada e incompleta, mas se você quer ver o Pai olhe para Seu Filho Jesus! Devemos nos arrepender porque Cristo morreu por nós, e a oportunidade que ele nos abriu não terá efeito em nossas vidas até que entremos por esta porta que ele abriu!

Ele abriu as janelas do céu na cruz, e foi totalmente de graça, mas você deve aceitar esta oportunidade, saber que ela existe. Foi como nos dias de Noé, adiantaria ele dizer que acreditava em Deus mas não construir a arca? Claro que não, assim ele não se salvaria. E hoje nós temos alguém que é JESUS, muito maior do que Noé, que é o autor e consumador da nossa fé. Noé construiu a arca naqueles dias e ele começou a chamar os animaizinhos para dentro, e eles começaram a entrar aos seus pares. Ele abriu as portas da arca e começou a colocá-los para dentro. Será que algum animal seria salvo apenas por estar informado a respeito da arca da salvação? Não é um fato de que eles para serem salvos precisavam entrar naquela arca? Eles poderiam saber que a arca era salvação, mas não seriam salvos até que entrassem ali e ficassem ali. O mesmo podemos dizer sobre Jesus, ele abriu os céus com seu penoso trabalho e hoje deseja ardentemente nos perdoar os pecados e nos colocar para dentro da sua arca celestial! Ele já abriu as portas da arca do céu e está chamando todos os cegos, os mancos, os aleijados, os mudos, os leprosos, os pecadores para dentro! Se você entender que ele veio pelos pecadores, o médico que veio para os doentes, e então você aceitar o seu convite e entrar NELE, ah, você será salvo!

"Venham, voltemos para o Senhor! Ele nos despedaçou, mas nos trará cura; ele nos feriu, mas sarará nossas feridas!" Oseias 6:1

Ele vai curar as feridas do pecado, as feridas da quebra da comunhão com Deus, vai curar nos restaurando de graça por meio de Jesus!

Arrepende-te Brasil.